O Valor do Autocuidado

O mês de Setembro traz reflexões sobre cuidado com os outros e conosco também.

Afinal de contas é preciso estar bem para poder oferecer ajuda.

O autocuidado engloba todas as atividades que um indivíduo opta por fazer de forma regular e que irão contribuir para o seu bem-estar e saúde psicológica.

Entre elas podemos nos referir às escolhas saudáveis ligadas à alimentação regular e balanceada, atividades físicas regulares e bons hábitos de sono.

Engloba também o desenvolvimento de bons relacionamentos, amizades saudáveis, grupos de apoio e partilha, e quando necessário a busca de um profissional competente que possa ajudar no equilíbrio da saúde como um todo.

Passa também pelo tempo de solitude e silêncio e pela capacidade do indivíduo de estar bem consigo mesmo e acima de tudo com Deus.

O autocuidado leva o indivíduo ao equilíbrio entre a atividade e o descanso e ainda irá afetar diretamente e de forma positiva a produtividade, a energia e a autoestima, de tal forma a contribuir para a diminuição do stress e da ansiedade, despertando assim maior habilidade na tomada de decisões mais assertivas e saudáveis.

Assim, a prática de cuidar de si mesmo, deve fazer parte da vida diária, como uma decisão e como uma rotina fundamental, proporcionando assim saúde mental, bem-estar emocional e vida espiritual plena.

Outro benefício direto do autocuidado é o aumento da capacidade de cuidar e ajudar os outros.

Na roda viva do trabalho, do ministério, das responsabilidades familiares e dos imensos apelos que envolvem a vida de um líder, de um pastor, de um missionário e de suas famílias, é possível haver a tendência de se abrir mão do tempo planejado para o cuidado pessoal, porém é justamente por isso que é necessária uma decisão comprometida de levar a sério o autocuidado, resultando assim no equilíbrio e gestão mais saudável das demandas necessárias à vida de todos nós.

Como vemos, para isto, são necessárias decisão e disposição para que o autocuidado possa tornar-se uma prática. Lembrem-se que somos exortados para que, no caso de despressurização no avião, colocar a máscara de oxigênio primeiro em nós, para assim poder ajudar o outro.

Portanto, preste atenção nas demandas, nos excessos e nas urgências que se acumulam, sem tempo para uma organização saudável e um olhar para dentro de si mesmo e os efeitos, tais como cansaço, esgotamento e perda da alegria de uma vida plena.

Em Marcos capítulo 6:31, o próprio Jesus convidou os seus discípulos: “vamos sozinhos até um lugar tranquilo para descansar um pouco, pois tanta gente ia e vinha e eles não tinham tempo nem para comer.”

Assim, o autocuidado permite que diariamente, de uma forma decidida, seja possível o indivíduo manter uma relação saudável consigo próprio e com os outros.

Desafio você no seu quarto secreto, a encontrar tempo de solitude, de oração, de gratidão… a vida e a intimidade com Deus é o bem mais precioso que se pode encontrar e que irá gerar em ti escolhas saudáveis e o equilíbrio entre o ministério, o trabalho, o descanso e a alegria dos relacionamentos e da vida familiar.

Fica aqui o desafio. Respire fundo. É hora de começar.

 

Por Arlete Castro, licenciada em Pedagogia e em Psicologia e Mestre em Psicologia Clínica e do Aconselhamento.

Disponível em O Valor do Autocuidado • Sepal – Servindo pastores e líderes

Participe do
Próximo culto

Assistir culto on-line

Encontre uma congregação